0 Membros e 2 Visitantes estão a ver este tópico.

Offline Ricardo

  • *
  • Moderador Global
  • Aprendiz de Mestre
  • *****
  • Mensagens: 712
  • Sexo: Masculino
Bruxaria e encruzilhadas
« em: Janeiro 24, 2017, 09:46:42 »
A mais forte bruxaria, ( seus rituais e feitiços), é praticada em encruzilhadas. Sabe porque é que desde tempos imemoriais, a bruxaria é praticada em encruzilhadas?

 

As encruzilhadas, enquanto local de praticas magicas profanas, encontram-se mencionadas nas sagradas escrituras. No livro de Ezequiel, podemos ler.

 

Tu porém confiaste demais na tua beleza (…) mas para cúmulo de todas as tuas maldades (…) construíste lugar de pecado nas encruzilhadas

 

Ezequiel 16, 1-25

 

As encruzilhadas são desde os tempos imemoriais, locais de eleição para a prática de bruxaria, rituais mágicos e feitiços.

 

Já nos tempos Greco-Romanos, era nas encruzilhadas que se colocavam estátuas de Hecate, a Deusa da magia, Deusa da noite, Deusa das bruxas e da bruxaria, a senhora dos infernos.

 

A estátua de recate consistia numa mulher de 3 faces, ou em 3 corpos femininos que se cruzam num só. As 3 faces ou 3 corpos de Hecate, representavam o domínio desta Deusa sobre o submundo infernal, ( a terra), a terra, ( onde a Deusa vagueava nas noites de Lua Cheia e Lua Nova),  e o mar, ( onde a Deus tinha os seus casos de luxúria).

 

Era perante essa estátua feminina de 3 faces ou 3 corpos, situada que estava numa encruzilhada, que os espíritos eram invocados através de rituais mágicos, e que a bruxaria era praticada.

 

Assim sucedeu desde sempre, pois a encruzilhada tem um significado oculto e espiritual:

 

Acreditava-se em tempos idos, que a encruzilhada era o local onde almas perdidas, assombrações e fantasmas acabavam por acorrer em certo tipo de noites.

 

Tratando-se todos eles de espíritos confusos e perdidos, acreditava-se alguns deles procuravam um caminho certo para aceder ao mundo espiritual, ao passo que outros deles procuravam simplesmente o caminho de regresso á sua casa.

 

Na sua desorientação, acabavam por se perder e tinham a tendência de permanecer indecisos numa encruzilhada, ponderando por qual dos caminhos deveriam optar para chegar ao seu desejado destino.

 

Também por esse motivo, nas religiões Greco-Romanas, acreditava-se que Hecate aparecia nas encruzilhadas, de forma a poder recolher as almas daqueles que deviam descer ao submundo, ou ao mundo dos mortos.

 

Por isso, as encruzilhadas eram locais preferenciais para a celebração de rituais de magia, feitiços e bruxarias, uma vez que nesse local era mais fácil aceder e convocar certo tipo de espíritos. 

 

È esse o motivo, pelo qual se enraizou a crença esotérica de que as encruzilhadas favorecem a bruxaria, e ainda nos dias de hoje subsiste a pratica de magia, ( dos mais diversos tipos: magia vermelha, magia negra ), nas encruzilhadas.